Perdoar não é esquecer

Odeio quando alguém me fala “você perdoou e ainda lembra disso”. Sinto muito te informar, mas perdoar e esquecer não são sinônimos. Perdoar é desistir do direito de magoar a quem te machucou, de sentir dor quando lembra do que aconteceu.

Ouvi uma frase maravilhosa sobre perdão que eu escrevi e sempre que posso eu leio para relembrar. E hoje estava aqui meditando mais uma vez sobre ela.

Ultrajando ao teu inimigo, tu te colocas abaixo dele;
Vingando-se de uma injúria está no mesmo nível;
Perdoando estás acima dele.

E com essa frase em mente eu perdoo, como um ato da minha vontade de ser luz em minha caminhada. Por mais difícil que seja, eu opto por não acumular raiva e ressentimento em meu coração. Já que a raiva é como um ácido que corroê nossa vida.  Para algumas pessoas é mais difícil perdoar do que para outras, por que a “ferida” em sua alma ainda doe.

Não espere quem te injuriou pedir perdão, para você perdoar. Você nem precisa comunicar que perdoou, mas faça isso por você. A dureza do coração é o único pecado que nos afasta de Deus e de suas bençãos, então não carregue um coração duro em seu peito.  Seja livre pelo perdão!

E porque não esquecer, para que possamos estar atentos em situações semelhantes. Sendo possível não deixar que outra pessoa o fira da mesma forma.  A lembrança nos faz autoresponsáveis, pois as pessoas só são capazes de nos ferir se deixarmos que isso aconteça. E você já perdoou e assumiu o controle da sua vida, após ser ferido?!

Deixe seu comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s