Por que realizar a informatização de uma clínica de saúde?

Estava esperando minha última consulta médica e não pude deixar de notar o processo realizado pela recepcionista. Em um caderno estavam agendados os nomes dos pacientes do dia, depois de confirmada a identidade ela se encaminha a uma sala enorme e lá pega um envelope pardo com minha ficha médica.

Eu tinha alguns exames para retirar e ela me entrega juntamente com a guia do convênio para assinar. A clínica estava cheia, afinal todos amam o médico em questão, apesar do tempo parecer ter parado naquela recepção. Tudo me pareceu muito bucólico naquela tarde. Até que sentei e observei que ninguém assistia a TV ou lia as revistas expostas, mas todos estavam vidrados em seus celulares.

Esse contraste me fez refletir sobre como as clinicas podem agilizar os agendamentos e atendimentos com a informatização. Há tantas opções no mercado de sistemas que hoje permitem controlar o estoque, o financeiro, emitir receituário, agendar e lembrar as consultas, etc. Com um simples clique no mouse muitas atividades dessas duas recepcionistas seriam resolvidas.

Não se trata apenas de modernizar, mas de ter melhor gestão sobre toda a operação. Com a informatização todas as informações estarão reunidas em um só lugar, proporcionando praticidade e rapidez para quem precisa tomar decisão. O registro informatizado dos dados dos pacientes além de economizar espaço físico, permite ter além das informações pessoais, consultas e resultados dos exames.

Sem o risco de perder fichas ou ainda danificá-las, os sistemas permitem que os dados sejam acessados de forma controlada. Ou seja, é gerado um registro de acesso que garante a integridade, confidencialidade e inviolabilidade dessas informações. Se o sistema for hospedado na nuvem ou permitir acesso remoto seguro, pode ser acessado de onde estiver em caso de emergência.

Não pense que isso é vantagem apenas para grandes clínicas e hospitais não. Os profissionais que atendem em seus consultórios particulares são também beneficiados pela informatização. Já que além de atenderem seus pacientes, eles precisam atender fornecedores, comprar suprimentos, organizar agendas e gerir a recepcionista.

Diante do exposto acima, fica claro que informatizar trará bons resultados. Mas nada de sair correndo e comprar o primeiro sistema que você vê pela frente. Pense primeiro por onde começar. No caso do exemplo acima citado, eu recomendaria que um sistema de agendamento e prontuário eletrônico que pudesse de cara atacar os seguintes pontos:

  • Agendar consulta no site da clínica (se ela tiver site);
  • Confirmação de consulta e envio de lembretes aos pacientes;
  • Prontuário e exames integrados, permitindo a digitalização dos laudos apresentados;
  • Impressão de receituários com qualidade e legíveis aos pacientes;
  • Financeiro integrado para controle dos custos e entradas;
  • Otimização das atividades e aumento da produtividade dos funcionários.

Quando uma clínica opta pela informatização deve entender que não é tão simples o processo. Durante um tempo o papel ainda circulará até que todos os prontuários estejam cadastrados no sistema. Por isso mesmo deve-se começar a informatização por aqueles mais recentes, cuja probabilidade de retorno para revisão é maior.

Caso o foco esteja em manter contato com os pacientes, tornando esse relacionamento médico/clínica/paciente mais próximo, pense em uma solução com um bom pós-consulta. No qual o paciente receba uma mensagem no seu aniversário, datas festivas ou um lembrete de que é hora de refazer algum exame periódico. Vamos combinar, esse tipo de tratamento personalizado ajuda muito o paciente a fixar sua marca. Lógico que o atendimento tem que estar à altura.

Infelizmente um sistema informatizado não irá garantir novos pacientes. Mas podem gerar dados importantes para sua estratégia de captação. A área de marketing pode elaborar então campanhas direcionadas ao público que sua clínica atende com mais embasamento. Então pensar na estratégia de implantação é muito importante, e valerá cada investimento de tempo e dinheiro.

E falando em dinheiro, eis um dos tópicos que uma clínica informatizada consegue gerir melhor ao ter um sistema integrado. Ao se estabelecer que todas as despesas e receitas sejam lançadas no sistema, o gestor consegue saber exatamente como anda a saúde financeira da clínica.

Na chegada do paciente os dados do agendamento já dizem qual o tipo de pagamento.  Ao sair da consulta, todos os procedimentos adicionais registrados e seus valores são registrados. E então é fazer o pagamento final. Nada se perde, não é mesmo. Mas voltando a realidade entrei no consultório do meu médico e lá estava ele lendo os registros da minha última consulta na ficha que a recepcionista o entregou.

Lógico que falei do assunto, mas com tantos pacientes ele nem parece se preocupar muito em como a bucólica clinica que ele dirige perde de tempo e dinheiro. Foi então que perguntei e se essas fichas todas pegassem fogo o que você faria? Com um sorriso amarelo ele disse, acho que perderei muitas informações dos pacientes. Espero que nada aconteça, mas prevenir e melhor que remediar.

Deixe seu comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: