Final de Ano

Mais um ano se vai. 2013 começou ontem e já está indo embora. Talvez pela ânsia de fazer acontecer, quando abro os olhos me deparo com mais um Dezembro e a correria que toma conta das ruas, empresas e pessoas quase me atropela. Todos querem finalizar seus projetos, fazer suas compras de final de ano e confraternizar com os seus entes queridos.

Na contramão do agito, surge também a necessidade de um período de reflexão e avaliação do ano que passou.  Por isso as angústias da alma e a necessidade de cumprir com todos os compromissos tendem a sugar a energia das pessoas.  Muitos não gostam dessa época do ano, e confesso que eu particularmente não sou uma fã ardorosa das festividades natalinas. Mas elas estão ai as portas e como passar por essa fase sem sair do eixo?

Todo ano coloco em prática algumas rotinas que me ajudam muito a manter a vida equilibrada e a fugir dessa rotina que parece antever mais um final do mundo (e não um final de ano).  Tudo começa com um bom 5S[i] nos armários. Livros, papéis, utensílios, roupas e calçados passam por uma avaliação e tudo o que não é utilizado por mais de 6 meses precisa de uma redefinição.  E não necessariamente precisa ser descartado. Nesse processo muita coisa pode ser utilizada de outra forma ou doado para instituições de caridade.

Esse ano estou fazendo essa avaliação pela segunda vez, já que fiz uma mudança de cidade. Lembro de ter me desfeito de muitas coisas, com doações, presentes e a venda de equipamentos, mas sempre temos algo para desapegar (incrível como acumulamos coisas). Foi ai que criei meu outro mecanismo de final de ano, reavaliar o coração e os sentimentos que lá estão.

Alguns eu jogo fora sem pensar muito: mágoas, rancores e tristezas são incinerados pois não valem a pena para ninguém. Além disso não aceito os decretos de insucesso, fracasso ou derrota que muitos insistem em proferir contra outro ser humano. Na realidade já tem um tempo que eu decidi ignorar, como não os recebo no momento que estavam sendo ditos, não precisarei me livrar deles mais tarde.

E os bons sentimentos quero compartilhar com os que amo, talvez por isso esse post tenha surgido. Como forma de gratidão a todos que me acompanham aqui nesse espaço que a muitos anos criei como forma de compartilhar a minha busca em ser uma pessoa e profissional melhor a cada dia.  Sabe limpar o container emocional é tão útil como o de limpeza dos armários.  Na realidade confesso que ele é fundamental.

Só então começa o período de reflexão e gratidão. Afinal 2013 foi um ano maravilhoso, acredito que um dos melhores que já experimentei, mas sei que outros melhores virão. Como enumerar os desafios profissionais maravilhosos, o final da pós em Gestão de Pessoas com Coaching, o convite do Rio 2016, as entrevistas e matérias publicadas, os amigos que reencontrei, a mudança para o Rio de Janeiro após 14 anos no Rio Grande do Sul, etc.

Redundante dizer que assim os dias voaram e quando me deparei com o calendário já estávamos às vésperas de mais um final de ano. Não faço dessa data uma obrigação em presentear, mas em estar presente, que é algo complicado de conciliar com a minha agenda. Se estou com as pessoas, não tem celular que me faça desviar o foco, não quero ninguém interrompendo o meu papo, então fica aqui mais uma dica de final de ano, desconecte-se do mundo virtual e conecte-se na pessoa “real” ao seu lado, não tem presente melhor a ser oferecido.

E como os dias passaram rápido demais, muitos que eu gostaria de abraçar e dedicar um tempo ficarão para depois do réveillon. Então é hora do recesso de final de ano e eu agora entro na fase de me preparar para um novo ano bem sucedido. Com muita fé em Deus e pensamento positivo, recarregando as energias e planejando o novo ano.

Vejo vocês novamente aqui no Blog em 2014 e meu último desejo é que todos vocês abracem 2014 e seus 365 dias de desafios e oportunidades com a certeza de que por maiores que sejam os obstáculos, eles trazem um gosto muito especial de vitória para cada um de nós.  Muita paz e serenidade a todos!

[i] Método de organização de espaço cuja origem vem das palavras japonesas seiri, seiton, seiso, seiketsu, e shitsuke.

Deixe seu comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: